MINICURSO

TÍTULO: A EDUCAÇÃO NO/DO CAMPO E O ENSINO DE GEOGRAFIA: O USO DA SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA O FORTALECIMENTO DOS SUJEITOS DO CAMPO

Proponente(s): Tatiane Rodrigues de Souza, Evandro César Clemente e Rosana Alves Ribas Moragas

Mini currículo: Tatiane Rodrigues de Souza: Doutoranda pela Universidade Federal de Goiás Regional – Jataí (2017) Possui Graduação em Geografia pela Universidade Federal de Goiás Regional Jataí (2009) e Mestrado em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia UFG Regional Jataí (2016). Pós-Graduação Lato Sensu em Psicopedagogia com Ênfase no Ensino Especial e Educação Inclusiva pela faculdade de tecnologia Equipe Darwin FACTED- Águas Claras DF (2011).

Evandro César Clemente: Doutor em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Professor Associado I dos cursos de Graduação e Pós- Graduação da Universidade Federal de Goiás, campus de Jataí (UFG-CAJ) e docente do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFMS (Campus de Três Lagoas).

Rosana Alves Ribas Moragas: Doutora em Geografia Humana no Programa de Pós- Graduação em Geografia da Universidade de São Paulo/USP (2013-2017). Mestrado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1998). Possui graduação em Licenciatura/Bacharelado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1993). Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal de Goiás – UFG -Regional –JATAÍ.

 

OBJETIVOS: Discutir as possibilidades em contribuir com a prática do Ensino de Geografia na educação básica, a partir da metodologia de Sequência Didática (SD) para alunos que estudam em escolas localizada no campo.

EMENTA: Compreende-se que há uma particularidade na oferta educacional a partir das diferentes realidades. Isso significa dizer que a compreensão teórica por uma educação no/do campo não deve ser padronizada para todas as escolas localizadas em áreas rurais. Acredita-se que o estudo da Geografia, pela sua condição ímpar no espectro da divisão do conhecimento científico moderno, exerce papel fundamental para o fortalecimento dos sujeitos do campo. Do ponto de vista, como ciência, pode contribuir ao estudar, analisar e identificar os distintos locais e sujeitos, bem como suas respectivas realidades do meio geográfico. Além disso, é uma disciplina escolar que promove habilidades, competências, conteúdos e práticas alinhadas com a proposta da educação do campo. Portanto, a proposições de Sequência Didática (SD) para o ensino de Geografia nas escolas situadas no campo, visam contribuir por uma proposta pedagógica que valorize os modos de vida e trabalho do campo.

METODOLOGIA: Discutir a especificidade e os desafios para a consolidação da Educação no/do Campo; apresentar aspectos teóricos-metodológicos da proposta da Sequência Didática (SD); descrever a SD a partir de relatos e experiência de pesquisas acadêmicas; apresentar alternativas metodológicas para executar aulas no Ensino de Geografia na educação básica para o fortalecimento dos sujeitos que vivem em escolas localizadas no campo; criar uma sequência didática a partir dos gêneros textuais (oral ou escrito).

EQUIPAMENTOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS: Data Show

NÚMERO DE PARTICIPANTES: 25 BIBLIOGRAFIA BÁSICA: ARROYO, M. G. Tempos humanos de formação. In.: CALDART, R. S, et al. (orgs.). Dicionário da Educação do campo. Rio de Janeiro, São Paulo: Expressão Popular, 2012. DOLZ, Joaquim; NOVERRAZ, Michele; SCHNEUWLY, Bernard. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução de Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2004, p. 95-128. GIORDAN, M.; GUIMARÃES, Y.A.F. Estudo dirigido de iniciação à sequência didática. Curso de Especialização em Ensino de Ciências da FEUSP. Programa REDEFOR, São Paulo, 2012. CAVALCANTI, Lana de Souza. O ensino de geografia na escola. Campinas, SP: Papirus, 2012. MOLINA, M. C. A educação do campo e o enfretamento das tendências das atuais políticas públicas. Educação em perspectivas, Viçosa, MG, v.6, n2, dez. 2015. ISSN2178-8359. Disponível e<https://educacaoemperspectivaas.ufv/indez.php/ppgeufv/article/view/665/169. Acesso em 12 jul.2018.

CARGA HORÁRIA: (8 horas), domingo, dia 30/06, 8:30 às 12:00 e das 14:00 às 17:30, Instituto de Geociências