OFICINA

TÍTULO: COMO CRIAR JOGOS DE SIMULAÇÃO PARA ESTIMULAR O PENSAMENTO ESPACIAL

Proponente(s): Thiara Vichiato Breda

Mini currículo: Licenciada e Bacharela em Geografia pela UNESP; Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão em EAD pela UFF, Mestra em Ensino e História em Ciência da Terra pela UNICAMP; Doutora em Ciências pela UNICAMP e Doutora em Educação pela UAM/Espanha. Atuou como professora de Geografia na Educação Básica (rede particular e pública de ensino).

OBJETIVOS: O objetivo da oficina é apresentar e construir alguns jogos que permitam estimular o pensamento espacial e o raciocínio Geográfico. Pretende-se também orientar aos participantes quanto ao uso desses materiais em sala de aula.

EMENTA: Esta oficina traz propostas de jogos para o ensino de Geografia confeccionados com materiais de baixo custo, em programas computacionais gratuitos tendo como base mapas e imagens de sensoriamento remoto. Estes materiais incluem: quebra-cabeças, jogo da memória, jogos de tabuleiros, dominós, e caça ao tesouro, todos disponíveis para download em https://jogos-geograficos.blogspot.com/. Os jogos apresentados trabalham com alguns dos princípios do Raciocínio Geográfico. Alguns jogos, como o caça ao tesouro, mobilizam o pensamento espacial e informações geográficas na medida em que os jogadores precisam compreender a posição de um objeto ou fenômeno. Essa localização é estimulada tanto em termos absolutos, como uma coordenada geográfica, como a relativa, com informações topológicas. Já outros jogos, como os dominós, desenvolvem o pensamento espacial ao trabalhar com diferentes escalas e perspectivas, mobilizando princípios como a analogia e/ou a diferenciação. O grau de complexidade das questões geográficas e o próprio pensamento espacial variam de acordo com o tipo de jogo.

METODOLOGIA: – Primeira Parte – Teórica: Contribuições de Jogos para o Ensino de Geografia, com foco no pensamento espacial Segunda Parte – Prática: Apresentação dos Jogos, e orientação para planejamento e criação dos materiais.

EQUIPAMENTOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS: Computador, data show, internet. Programas gratuitos utilizados: Google Earth e Inkscape.

NÚMERO DE PARTICIPANTES: Dependerá do número de computadores. O ideal seria 1 computador por participante. Máximo de 25 pessoas.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA: ALMEIDA & PASSINI, E. Y. O espaço geográfico: ensino e representação. São Paulo: Editora Contexto. 1991. ALMEIDA, P. N. de. Educação Lúdica: técnicas e jogos pedagógicos. São Paulo: Editora Loyola, 2000. 295p. CHATEAU, J. O jogo e a criança. São Paulo: Summus Editorial, 1987, 139 p. ROMANO, S. M. M. Alfabetização cartográfica: a construção do conceito de visão vertical e a formação de professores. In: CASTELLAR, S. Educação geográfica: teorias e práticas docentes. São Paulo: Editora Contexto, 2006, 157-166p. SILVA, L. G. Jogos e situações-problema na construção das noções de lateralidade, referências e localização espacial. In: CASTELLAR, S. Educação geográfica: teorias e práticas docentes. São Paulo: Editora Contexto, 2006.

CARGA HORÁRIA: 8 horas, domingo, dia 30/06, 8:30 às 12:00 e das 14 às 17h, Instituto de Geociências