MINI CURSO

TÍTULO: MATERIAIS DIDÁTICOS E POLÍTICAS CURRICULARES NA HISTÓRIA DA GEOGRAFIA ESCOLAR: UM OLHAR SOBRE CONHECIMENTOS E SABERES DA DISCIPLINA

Proponente(s): Thiago Manhães Cabral

Mini currículo: Atualmente cursando o Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Campinas Desenvolve suas pesquisas na área de História da Geografia Escolar e Práticas Curriculares em Geografia. Atualmente é aluno bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). É membro do grupo de pesquisa APEGEO (Ateliê de Pesquisas e Práticas em Ensino de Geografia).

OBJETIVOS: 1- Identificar correntes de pensamento e conjunturas socio-históricas atuantes na produção das políticas curriculares e materiais didáticos que perpassam história da Geografia Escolar brasileira; 2- Correlacionar as políticas curriculares da Geografia Escolar aos pressupostos das Teorias de currículo e aos movimentos político-educacionais que atravessam a história da Educação Brasileira; 3- Compreender as características, permanências e mudanças do conhecimento geográfico escolar à luz do exercício prático de interpretação e comparação de textos curriculares e materiais didáticos pretéritos e contemporâneos.

EMENTA: 1- Correntes da Geografia acadêmica em sua relação com saberes e práticas da Geografia Escolar brasileira; 2- Teorias de Currículo na Educação, movimentos político-educacionais da história da Educação Brasileira e a Geografia Escolar; 3- Produção de sentidos e discursos do conhecimento geográfico escolar na história brasileira.

METODOLOGIA: No primeiro momento do curso, os participantes serão questionados sobre situações- problema de ordem geográfica e sobre quais são os mecanismos acionados por eles como professores de geografia para a explicação dos fenômenos. Desse momento inicial, que busca sistematizar conhecimentos prévios dos participantes, buscaremos retirar elementos que introduzam uma aproximação com a temática do curso. Em suma, o minicurso será iniciado com base nos sentidos de Geografia tidos como referências para estes professores/licenciandos participantes, bem como por meio dos conhecimentos pedagógicos de conteúdos e fenômenos geográficos. Após este momento de aproximação, no segundo momento do curso serão apresentadas algumas características da Geografia Escolar que precedem a institucionalização da Geografia acadêmica no Brasil, de modo a explicitar marcas da orientação clássica da disciplina escolar e suas transformações em torno de sentidos modernos, pós- institucionalização. Desse momento, espera-se empreender um exercício crítico sobre as influências, na Geografia Escolar e seus discursos, das teorias de currículo e conjunturas sociopolíticas que respondem por transformações no sistema educacional brasileiro ao longo do século XX. De modo a sistematizar esta discussão de maneira empírica, serão apresentados materiais didáticos e textos curriculares da Geografia Escolar das décadas de 1930, 1940, 1970, 1990, que em si apresentam características demarcadoras de uma periodização na Geografia Escolar, que pode ser observada a partir da análise desses materiais históricos. Procederemos, nesse contexto, com as principais correntes autorais atuantes sobre o movimento de renovação da Geografia Escolar pós-1930, pondo-as em diálogo com as teorias curriculares, bem como com outras frentes de renovação do pensamento científico e educacional, como o modernismo e a Escola Nova. Logo em seguida, buscaremos sistematizar as influências e principais impactos do movimento de renovação crítica da Geografia Escolar pós-redemocratização no Brasil, observando as principais características do discurso crítico nos materiais didáticos e textos curriculares da Geografia. Por fim, a proposta de minicurso se encerrará buscando sistematizar as principais concepções teórico-metodológicas presentes no debate acadêmico na área de Ensino de Geografia na contemporaneidade, que vêm reestruturando a formação inicial dos docentes na área, bem como as mais recentes propostas curriculares para a disciplina, como a Base Nacional Comum Curricular. Entre tais concepções, destacam-se os conceitos de espacialidade dos fenômenos (ROQUE ASCENÇÃO E VALADÃO, 2017); pensamento geográfico (CAVALCANTI, 2012) e pensamento espacial (CASTELLAR, 2017). Espera-se, por fim, que este minicurso atenda a intenção de compreender a produção discursiva de sentidos para a Geografia Escolar e seu papel na escola ao longo da história brasileira. Este exercício é salutar para a reflexão crítica sobre as características, permanências e mudanças desse conhecimento escolar e seus textos curriculares, bem como sobre as práticas docentes em Geografia que com eles dialogam ao longo do tempo.

EQUIPAMENTOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS:  1- Projetor; 2- Lousa; 3- Computador; 4- Livros didáticos e currículos de Geografia (materiais empíricos projetados).

NÚMERO DE PARTICIPANTES: ATÉ 25 PARTICIPANTES

BIBLIOGRAFIA BÁSICA: ALBUQUERQUE, Maria Adailza Martins de. Dois Momentos na História da Geografia Escolar: a Geografia Clássica e as contribuições de Delgado de Carvalho. Revista Brasileira de Educação em Geografia, Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, p. 19-51, jul./dez., 2011. LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Teorias de Currículo. São Paulo: Cortez, 2011. MURARI, LUCIANA. Brasil, ficção geográfica: Ciência e Nacionalidade no país D’os sertões. São Paulo: Annablume; Belo Horizonte: FAPEMIG, 2007. ROCHA, Genilton Odilon Rego da. A trajetória da disciplina geografia no currículo escolar brasileiro (1839 – 1942). São Paulo: PUC/SP, 1996. Dissertação. VILELA, Carolina Lima. Currículo de Geografia: analisando o conhecimento escolar como discurso. Tese de Doutorado em Educação. Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013. 201p. ZUSMAN, Perla; PEREIRA, Sérgio Nunes. Entre a ciência e a política: um olhar sobre a Geografia de Delgado de Carvalho. Revista Terra Brasilis – Geografia: disciplina escolar, Rio de Janeiro, ano 1, n. 1, p. 12-31, jan. jun. 2000.

CARGA HORÁRIA: 4 HORAS, domingo, dia 30/06, das 8:30 às 12:00, Instituto de Geociências